Armazém, palavra que teve origem do termo árabe “Al-mahazán”, que significa sótão. Atualmente os armazéns têm a função de ser bem mais que um lugar onde vão lembranças e coisas que não estão sendo utilizadas, mas sim a todo e qualquer espaço físico onde são depositadas matérias-primas, produtos ainda não finalizados, ou produtos que aguardam distribuição para pontos de vendas e outros afins. São nos armazéns, que as empresas utilizam os tipos de armazenagem que conhecemos hoje.

Para determinarmos qual melhor sistema de armazenagem se deve adotar, deve-se observar as características dos produtos a serem armazenados: seu peso, dimensões e a possibilidade de junção em paletes. Em seguida deve observar as condições do espaço onde serão armazenados , tais como espaço físico a ser utilizado, altura, condições do terreno, acessibilidade, segurança e em caso específicos equipamentos necessários para a armazenagem de determinados materiais (como por exemplo, câmaras frias para a armazenagem de alimentos, medicamentos e produtos perecíveis). Por fim devemos observar as condições operacionais, a seletividade dos produtos e a quantidade de itens a se armazenar.

Outro passo importante é definirmos se irá se tratar de uma armazenagem temporária, permanente e será interior ou exterior.

Podemos definir como temporária a armazenagem de curto prazo, em ocasiões esporádicas, onde os materiais são colocados em um determinado ponto, para facilitar seu transporte, ou utilização mais para frente.

Já quando falamos de armazenagem permanente, trata-se de um ponto que será sempre utilizado para o depósito de materiais. O fluxo dos materiais a serem armazenados, determinarão a disposição do armazém (Layout); a técnica de armazenagem adotada; os acessórios necessários para o dia a dia e a organização do armazém.  

Nos casos acima podemos dizer que se trata de armazenagens internas, mas hoje empresas principalmente do segmento metalúrgico, vem utilizando cada vez mais a armazenagem externas, além de representar um grande número final na economia de suas contas. Por trabalharem com material de alta durabilidade, que podem ser expostos às condições climáticas mais adversas, reduzem custos, e trabalham de forma mais fácil a logística de seu estoque.

Armazenagem em função das prioridades: Não existem normas que regulam o modo como os materiais devem estar dispostos no armazém, mas está decisão depende de vários fatores.

Armazenagem por agrupamento: Este tipo de armazenagem, facilita a arrumação e localização de materiais mas em contrapartida não otimizando o espaço físico do ambiente.

Armazenagem por tamanho peso e característica: Nesse modelo, deve-se realizar a implementação de um controle de movimentação de materiais, onde todas as movimentações devem ser registradas para que não ocorra eventuais erros na localização do material procurado.  Este critério permite um melhor aproveitamento  do espaço, mas exige um controle rigoroso de todas as movimentações.

Armazenagem por frequência: Os materiais são classificados de acordo com a frequência em que o mesmo é utilizado, facilitando a localização e manuseio.

Armazenagem com separação entre lote de reserva e lote diário: Neste tipo, o armazém é dividido em duas partes, no qual na primeira ficam os materiais de uso no dia a dia, facilitando sua localização e movimentação. Já na segunda parte, ficam os materiais de uso esporádico, ou para eventuais substituições.

Armazenagem por setores de montagem: Utilizada em grandes linhas de produção, onde os materiais a serem utilizados ficarão organizados de forma sequencial, seguindo a sequência da linha de produção, dando maior relevância para as peças de maior importância para a produção.

A automação dos processos de armazenagem faz com que sejam escolhidos critérios para redução do percurso e posicionamento de materiais de uso frequente sejam adotados na elaboração de novas técnicas de armazenagem.

No CAMP OESTE temos o curso para JOVEM APRENDIZ ESTOQUISTA, o jovem tem um dia de aprendizagem na instituição e mais 4 dias de atividades práticas na empresa. Quer contratar jovem aprendiz estoquista? mande um e-mail para marcelo.oliveira@campoeste.org.com e descubra todas as vantagens de investir na aprendizagem.

Deixe uma resposta