O que é liderança na prática? A maior parte das pessoas almeja alcançar altos cargos, crescer na carreira e ter sucesso profissional. Porém, poucas se dispõem a encarar os desafios necessários para trilhar esse caminho.

Almejar cargos de liderança é algo comum dentro do ambiente corporativo, mas a maioria das pessoas desiste quando se dá conta do caminho a ser trilhado. Contudo, o único pré-requisito necessário para trilhar o caminho de se tornar um líder é: querer!

Sendo assim, para entender o que é liderança, podemos primeiro olhar para o motivo pelo qual a maior parte das pessoas nunca chega a alcançá-la.

Por que muitas pessoas nunca chegam a ser líderes

O famoso ditado “pimenta nos olhos dos outros é refresco” cabe muito bem na relação entre líderes e liderados no ambiente corporativo. A maior parte das relações acusa a outra parte sem saber o que se passa na realidade e sem se colocar no lugar do outro.

O líder fala: “tal pessoa é vagabundo”, “fulano não gosta de trabalhar”, “ciclano só me dá dor de cabeça”. Enquanto isso, o liderado comenta: “ser chefe é fácil, é só mandar”, “as buchas vêm todas pra mim”, “com esse chefe, ninguém precisa ter inimigo”. E assim por diante.

Bem, já vou revelar agora a dica mais importante do artigo: pare de reclamar e se disponha a sair da zona de conforto para adquirir uma posição melhor.

Independente de como é ou não seu chefe ou líder, isso não importa em nada na sua evolução de carreira. Pois o verdadeiro líder é aquele que utiliza as situações da vida para se desenvolver e planejar uma transição de carreira, seja para subir de cargo, trocar de departamento, mudar de empresa ou abrir seu próprio negócio.

Quem quer ser líder não fica reclamando da vida que tem. Não fica focando no que não quer que aconteça ou no que gostaria que fosse diferente. O líder foca no que quer e segue adiante, aprendendo com cada situação e aprimorando suas habilidades rotineiramente.

 

Afinal, o que é liderança?

Liderança é resolver e solucionar ao invés de resistir e reclamar dos problemas. É servir e construir para si mesmo, para as pessoas ao seu redor e para a vida. É fluidez e alegria constante. É evolução.

A liderança vem de tomar a frente, independente de um cargo ou posição. Liderança é (1) assumir a responsabilidade, (2) planejar e gerir o projeto e os envolvidos e (3) distribuir tarefas de maneira equilibrada. Tudo isso (4) reconhecendo os talentos de cada pessoa para conectá-la com as funções mais adequadas a ela e (5) respeitando o limite e ritmo de cada um. Ainda neste artigo veremos como desenvolver cada um desses pontos.

Tomamos a frente para resolver muitos assuntos em nossa vida. Nesses assuntos estamos ocupando um papel de líder. Às vezes lideramos assuntos familiares, como uma reforma na casa ou a data de se fazer compras. Às vezes somos o líder das finanças, onde nos dispomos a verificar entradas e saídas e planejar os custos de cada mês. Líderes em um projeto específico no trabalho ou liderando um assunto que lhe foi delegado. A função de líder é constante em nossas vidas e todos sabem exercer algum tipo de liderança. Mesmo que seja para reunir os amigos.

Liderança, então, é a disposição em resolver assuntos em qualquer área da vida e ser flexível com as mudanças de direção que a vida entrega.

Como alcançar um cargo de liderança

Para alcançar um cargo de liderança, são necessários quatro principais aspectos: (1) se desafiar constantemente, (2) gostar de resolver adversidades, (3) se relacionar bem com pessoas e (4) perseverar.

A grande questão é que tudo isso pode ser aprendido e podemos tomar gosto de realizar essas atividades. Para tomar gosto sobre elas, é necessário nos auto desafiarmos aos poucos nessas quatro áreas para encarar as aversões, medos e resistências que temos sobre esses assuntos ou aspectos.

1. Desafiar-se constantemente

Para começar, escolha se desafiar constantemente. Quando nos autodesafiamos, saímos da nossa zona de conforto e transformamos aquilo que antes era difícil ou desconfortável em algo possível de se fazer ou até mesmo fácil. Dessa forma, aumentamos nossa capacidade de resolver problemas e questões e ganhamos autoestima, por sabermos que somos capazes de lidar com assuntos novos.

Quando mais nos auto desafiamos e todas as áreas da vida, mais nos tornamos capazes de liderar

2. Gostar de resolver adversidades

Se desafiando, você começa a naturalmente realizar o passo dois, pois começa a gostar do estilo de vida de se desafiar e, consequentemente, resolver adversidades.

3. Relacionar-se bem com pessoas

Esse processo também te traz uma capacidade de flexibilidade para lidar com imprevistos e com tipos diferentes de pessoas. Então, o passo três também começa a se desdobrar naturalmente. Seus relacionamentos começam a melhorar e você aprende a lidar com vários tipos de pessoas.

4. Perseverar

O ponto crítico é a perseverança. Pois, conforme vamos passando por dificuldades, nos comparando com outros e nos pressionando a crescer e alcançar os resultados, tendemos a ficar com dúvidas, nos questionar se o esforço vale a pena, se não vamos nadar, nadar e morrer na praia, ou se somos capazes. Tudo isso é falso. Não acredite nessas lorotas que a sua mente te conta. A perseverança leva ao sucesso.

Imagine se o Sílvio Santos tivesse desistido no primeiro “não” que recebeu ao pedir um emprego de locutor de rádio. Ou o Steve Jobs desistido quando foi demitido da própria empresa. Ou se o Ayrton Senna tivesse largado a carreira quando perdeu o campeonato de maneira injusta. Ou se a Lego tivesse parado sua produção no primeiro incêndio, ou no segundo, que destruíram a fábrica toda. E por aí vai.

Perseverança é sinônimo de sucesso. Persevere! Continue em frente, não importa o quê!

Como ser um líder influente: veja estas 5 dicas

Muitos daqueles que já se decidiram ou já são líderes, então, se questionam: “mas não quero ser um líder tirano, como os que já conheci. Como posso me tornar um bom líder? Como ser um líder influente?”.

Para nos tornarmos bons líderes e influentes, é necessário que aumentemos nossas lideranças em diversas áreas da vida. Entretanto, liderar não é mandar ou distribuir tarefas, antes disso é tomar a frente. Assumir a responsabilidade e a função. Um bom líder faz o que seu liderado não faz, se for preciso, e com disposição. Essa predisposição para resolver qualquer coisa que for preciso, sem reclamar, se irritar ou emburrar, deve ser constante em um líder.

Portanto, mantenha esses cinco passos como um roteiro, um mapa, um guia para que você aplique isso a cada oportunidade que surgir, independente do seu cargo ou função:

 

1. Assuma a responsabilidade

No início, a cada oportunidade que surgir para resolver um problema, chama a responsabilidade para si, tome a frente, estude e peça ajuda se necessário, mas se disponha a resolver. Com o tempo, comece a ver aquilo que você se dá melhor e que gosta e filtre mais os assuntos, mas apenas quando já tiver essa característica de proatividade enraizada em você. Ou seja, quando não reclamar mais das adversidades e imprevistos.

Assumir a responsabilidade é uma necessidade constante, não é algo feito só no início. A responsabilidade não abre margem para, se algo der errado, culpar o externo e desistir.

Assumir a responsabilidade é continuar em frente e resolver até o fim, sem ficar se vitimizando sob as circunstâncias. Deu errado, refaça. Caiu, levanta. Saiu do previsto, reajusta. Errou, corrija. Saiu do centro, volta para o centro.

2. Planejar e gerir o projeto e os envolvidos

Tomar a responsabilidade não significa ser impulsivo e sair fazendo e atropelando tudo e todos, mas sim tomar a iniciativa. O planejamento é importante, pois ele evita refações. Mas não seja perfeccionista: quem planeja demais, pouco faz.

Planeje o suficiente e comece a agir ou delegar funções. Veja quem está disposto e ao seu lado para realizar o projeto. Se necessário, veja a possibilidade de conseguir mais pessoas ou de ajustar os prazos de entrega.

3. Distribuir tarefas de maneira equilibrada

Nem você mesmo e nem os outros devem se sobrecarregar. Você deve estar disposto a isso, se necessário, mas não partir deste princípio. Equilibrar funções é importante dentro de projetos para que ninguém se sinta injustiçado ou esgotado. Veja o que é equilibrado para cada função e, depois, vá requisitar as pessoas.

4. Reconhecer os talentos de cada pessoa para conectá-las com as funções mais adequadas a ela

Verificar o que cada pessoa é boa e/ou gosta de fazer ou verificar com a equipe quem se dispõe a realizar determinadas funções. É importante deixar claro no início do projeto que, muito provavelmente, haverá ajustes de funções e tarefas a serem adicionadas ou redirecionadas para outras pessoas. Dessa forma não há melindre ou apego sobre as funções durante o projeto.

Durante o projeto, analise como cada assunto está se desenvolvendo, verifique e ajude nas dificuldades que cada um tem. Motive e incentive a equipe. Caso você já tenha conversado com uma pessoa sobre possíveis melhorias e mesmo assim o assunto empaque, passe essa função ou assunto para outra pessoa — aquela com características mais similares ao que necessita ser resolvido — e dê uma nova função para a pessoa que não resolveu aquele assunto.

5. Respeitando o limite e ritmo de cada um

É muito importante que um líder não julgue os liderados ou a si mesmo. Cada um tem um ritmo e está dando o seu melhor dentro do seu contexto de vida. Não cabe a qualquer pessoa apontar o dedo para a outra e fazer acusações infundadas.

Toda acusação infundada parte de uma presunção de que tem fundamento, por isso, não se engane, não caia nessa lorota e não julgue. Julgamento é vaidade e vaidade é sofrimento. Não sofra e não faça sua equipe sofrer.

É melhor uma readequação de funções ou um afastamento do projeto, caso a pessoa esteja em um contexto inadequado ao projeto, do que apontamentos, críticas e julgamentalismos. Seja gentil. Mesmo se necessitar ser firme, faça com gentileza no coração e não com julgamentos.

Espero que este artigo tenha feito sentido para você, ajudando a compreender o que é liderança. E que você decida iniciar um processo de liderança em sua própria vida.

Por: http://www.queroevoluir.com.br

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Close Panel