Em tempos de crise é necessário que o jovem que procura emprego, saiba muito bem em qual terreno está pisando quando vai à entrevista. Os processos seletivos são cada vez mais criteriosos, a fim de encontrar o melhor candidato para determinada vaga.

É cada vez mais comum que uma vaga tenha muitos pré-requisitos, isso acontece para que o selecionador ou profissional de RH consiga selecionar para a entrevista pessoas relevantes para o cargo, o que já diminui bastante o número de currículos para pré-selecionar.

Existem alguns equívocos que devem ser evitados na entrevista, para que ela siga um rumo linear, tenha bem claro quais os seus objetivos naquela empresa e leia alguns erros comuns na hora da entrevista:

  • Todo mundo gostaria de trabalhar somente com aquilo que gosta, mas você sabe realmente o que precisa para alcançar o emprego dos sonhos? Durante uma entrevista é comum o entrevistador perguntar como você se vê daqui 5 anos dentro da área que pretende trabalhar. Se você nem iniciou a graduação não tem como você chegar ao cargo de coordenador no período de 5 anos. É preciso que saiba ao menos o caminho para alcançar esse objetivo, a FALTA DE FOCO somada a respostas prontas pode ser uma das causas do seu insucesso na entrevista.
  • Estudos geracionais com enfoque na geração Z, mostram que como tem acesso a diversas frentes de informação, é difícil que se aprofundem em alguma delas. Então é comum que na entrevista essa superficialidade, até em relação a si mesmo se sobressaia. Respostas rasas e discursos decorados: EVITE.
  • É comum que durante o processo seletivo o entrevistador dê uma “stalkeada” em suas redes sociais além do LinkedIN (linkedin do CAMP). Isso para saber se o seu discurso na entrevista está alinhado com o que você realmente pensa e pratica. A maioria dos entrevistadores já passou pelo “comprar gato por lebre”, ou seja, já se decepcionou com algum candidato com a diferença entre o discurso e a ação.
  • Uma das qualidades mais apreciadas pelos entrevistadores é sobre aquele candidato que se adapta às situações. Talvez na tentativa de passar mais segurança o candidato se mostre pouco flexível, mostrando pouca tolerância quando entra no campo das possibilidades.

Às vezes a entrevista parece um campo minado, onde o entrevistador só está esperando que você pise no lugar errado, mas não é assim. A entrevista tem como principal objetivo conhecer melhor os candidatos para uma vaga em questão.

O autoconhecimento é essencial para que você esteja confiante em uma entrevista, quando o candidato tem conhecimento de suas habilidades  o desenvolvimento da conversa  flui com mais facilidade e a entrevista não será um caminho de espinhos como todos imaginam que seja.

Deixe um comentário