Motivação nas empresas é, de certa forma, um assunto delicado. Ninguém motiva ninguém, na verdade. O máximo que podemos fazer é incentivar a outra pessoa a querer realizar aquilo que queremos que ela faça. E é isso o que ocorre nas empresas, administradores tentam fazer com que seus funcionários “sintam vontade” de fazer o seu trabalho, pois dessa forma aumenta-se a produtividade.

O que motiva os funcionários individualmente, no entanto, não é o mesmo que os motiva no trabalho. Muitos pesquisadores da área da motivação tiveram problemas no passado para chegar a uma conclusão sobre o que realmente motiva pessoas no trabalho, pois havia um conflito muito grande entre a motivação pessoal e a profissional.

A motivação pessoal é a força motriz dos vencedores do jogo da vida. Sentir-se motivado independentemente de fatores externos é o segredo das pessoas que atingem resultados. Essa motivação, no entanto, não pode ser ensinada ou incentivada por algo externo, não é possível motivar funcionários nesse nível. Há pessoas que jamais desenvolverão esse tipo de motivação intrínseca, elas não têm vontade para tanto. Tentar fazer com que funcionários desenvolvam algum tipo de automotivação é inútil. Pessoas automotivadas o são independentemente de incentivos e pessoas desmotivadas com a própria vida pessoal dificilmente saem dessa condição através de incentivos artificiais oferecidos pela empresa.

Palestras motivadoras, incentivos, bônus, etc. possuem efeitos muito curtos sobre a motivação de pessoal. Empresas como Semco, Microsoft, Google, HP oferecem aos seus funcionários, acima de tudo, um ambiente estimulante, em que o funcionário se sente parte do resultado.

A motivação no trabalho, para a grande maioria das pessoas, está desconectada da motivação pessoal. Contudo, garantindo que seu funcionário se sinta bem no trabalho, se sinta valorizado e respeitado, você estará dando razões para que, apesar de “preferir” estar em outro lugar (motivação intrínseca), o funcionário estará trabalhando com dedicação e orgulho. Quando o funcionário percebe que tem possibilidades de crescer na empresa e que seus esforços refletem diretamente no resultado, quando ele se sente respeitado e tratado com justiça por seus superiores, sua produtividade aumenta, não importando se sua verdadeira motivação está ligada ao trabalho ou não.

Por: RH Portal

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Close Panel