SEUS MAIORES MEDOS:

37% temem não conseguir um trabalho que combine com a sua personalidade.

36% temem ficar emperrados, sem oportunidades de desenvolvimento.

28% temem não atingir suas metas de carreira.

 Fonte: universumglobal.com

 

Essa é a geração Z. Impulsivos, imediatistas, conectados. Essa geração também é criativa, multifunções e versátil. Essa geração tem suas dúvidas como qualquer outra, mas o excesso de informações faz com que seja confuso o que são suas vontades e o que parte dos outros.

Como escrito em um artigo anterior, até os 21 anos o jovem ainda não tem formação completa do córtex pré-frontal, que é a parte do responsável pelo planejamento de longo e médio prazo. Algumas dessas decisões terão de ser tomadas em breve e esse excesso de informações somados a falta de orientação pode levar o jovem a uma confusão ou até não fazer escolha alguma.

Um bom norte para o autoconhecimento é conhecer seus valores, as coisas que você gosta e interesses. Quando o jovem tem alguém para auxiliá-lo nesse processo fica mais fácil achar os seus pontos de afinidade.

Depois de selecionados o que o jovem tem mais afinidade, é importante que sejam classificados para dar sentido à informação, para que ele se aprofunde e tome para si aquelas informações, tornando todos aqueles dados como conhecimento.

Independente do método que o jovem procure seguir, seja através de testes de vocacionais, com ajuda de profissionais ou com os pais em casa, é importante que haja engajamento dos demais em sua busca. Não é fácil escolher uma profissão, ou tomar qualquer decisão que influencie diretamente seu futuro, mas pode ser um pouco menos angustiante fazê-lo com ajuda.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Close Panel